Cães policiais exercem trabalho essencial nas operações da Polícia Penal do Paraná durante o verão
19/01/2023 - 09:58

A Polícia Penal do Paraná (PPPR) conta 16 cães policiais nas bases de Piraquara, Ponta Grossa, Maringá, Londrina e Foz do Iguaçu, que fazem parte das equipes do Setor de Operações Especiais (SOE) do estado. 

Os cães pertencentes ao canil do SOE de Piraquara, Kira, Hércules, Aron e Luke, possuem participação relevante no litoral do Paraná durante o verão 2022/2023.

Eles realizam trabalhos de detecção de materiais e substâncias ilícitas nas cadeias públicas e penitenciárias, atuam na proteção das equipes policiais em eventuais procedimentos, auxiliam nas medidas preventivas que garantem a ordem em eventos e, por fim, são atração para os veranistas, interagindo com muito carisma, fazendo jus ao título de melhor amigo do homem.

A policial penal, Barbara Nunes, que trabalha em conjunto com o cão policial, Luke, conta que os cães exercem um papel fundamental dentro e fora das penitenciárias durante o ano. 

“Os nossos cães são treinados para detecção de materiais ilícitos e dentro das unidades prisionais com extrema rapidez e eficiência, como entorpecentes, armas, minuções, aparelhos celulares, entre outros. Além disso, também os treinamos para salvaguardar nossas equipes policiais, principalmente em intervenções prisionais. E, desde 2016, realizam trabalhos sociais de cunho educativo contra o uso de drogas em escolas e instituições públicas”, explica.

Para manter um bom nível dos cães, permanentemente eles são treinados pelos Policiais Penais que atuam no canil da base do SOE de Piraquara. Por meio da dedicação dos servidores caninos, é possível observar excelentes resultados tanto nas operações que ocorrem no litoral durante a temporada de verão, quanto no trabalho realizado diariamente nas unidades prisionais e outros procedimentos no estado do Paraná.

Últimas Notícias